Garra e determinação são os segredos do Lusaca para ganhar o título baiano, garante Raimundo Santos

Foto: João Salvador

O Baianão Feminino 2017 terá um campeão inédito, pois Lusaca e  Jequié decidirão o confronto de quem fica com a taça. A equipe do Lusaca é comandada pelo experiente treinador Raimundo Santos e conseguiu chegar afinal após bater o Vitória em pleno Barradão.

Em 2011 e 2015, o time de Dias D’Ávila , que atualmente manda seus jogos em Camaçari chegou à decisão mas, em ambas, foi derrotado pelo São Francisco. O treinador Raimundo recebeu o comando da equipe em fevereiro deste ano, após André Beijoca ir comandar a equipe de São Francisco.

Confira a nossa @Resenhanarede com o treinador Raimundo Santos:

Resenha na Rede: Vocês chegaram a final com a moral terem batido o Vitória, atual campeão da competição e que fez um alto investimento para participar da competição. Qual foi o segredo do Luscasa para chegar a mais uma decisão?

Foto: João Salvador

Raimundo Santos: O segredo da equipe foi a garra e a determinação das atletas, que cumpriram os pedidos da comissão técnica. Dissemos a elas que não iríamos partir pra cima do Vitória, mas esperar a equipe delas. Então, as meninas cumpriram tudo que foi determinado para elas e aí conseguimos, graças a Deus, essa vitória que nos coloca na final contra o Jequié.

RR: Vocês fizeram uma campanha melhor que a equipe do Jequié, como administrar a vantagem conquistada pelo regulamento e garantir o título da competição?

Raimundo Santos: Estamos com muita humildade, até porque não ganhamos nada. Jequié é uma equipe muito qualificada e não é à toa que chegou a final também.

A gente não vai pensar em administrar vantagem, porque se for observar ela só vai existir a partir do segundo jogo, nos quinze minutos finais da partida. Vamos continuar com a mesma humildade que trouxe a gente até aqui, continuar jogando com o mesmo esquema tática. As atletas, com toda certeza, continuarão com a mesma garra e determinação e assim vamos buscar uma vitória lá em Jequié.

RR: O Lusaca já bateu na trave em outras duas oportunidades (2011 e 2015), sendo vice-campeão da competição. O que fazer de diferente para trazer o caneco?

Raimundo Santos: Penso que a diferença agora é somar a garra e a união da equipe. Nosso time é muito aguerrido, com jogadoras qualificadas, todas em busca de um só objetivo: o título.

RR: E Raimundo Santos, qual a trajetória do treinador do Lusaca no futebol?

Raimundo Santos: Sou ex-jogador de futebol, joguei na base de Vitória, Galícia e Bahia. Atuei em São Paulo no Juventus e outros clubes. Depois dei início na atividade de treinador de goleiros, estive nas escovinha de Bahia, Galícia e Vitória.

Como treinador, recentemente fui campeão norte-nordeste dos jogos da Caixa com o time master. Estou auxiliando um projeto na Boca do Rio, estamos com o projeto feminino do time da OAB-BA, com o time Oxente. Disputamos os jogos regionais ano passado da OAB Nordeste, que foi sediado em Sergipe, e há alguns anos estou no Lusaca.

Aqui comecei como preparador físico, na comissão técnica de André Beijoca e depois passei a ser auxiliar técnico. Beijoca foi para a equipe do São Francisco este ano e eu assumi em fevereiro como treinador. Algumas meninas que estão com a gente vieram do São Francisco, com o professor Mario, que é o supervisor da equipe. Nosso intuito é ser CAMPEÃO BAIANO para disputar a 2 divisão do Campeonato Brasileiro.

Nossa comissão é formada por mim, Maurício, Diego, o professor Mario e o professor Kinho. Todos com o objetivo de levar o Lusaca a seu primeiro título na competição.

Osvaldo Barreto
Sobre Osvaldo Barreto 714 Artigos
Advogado. Estudante de Jornalismo (Estácio). Colunista e repórter do Esporte Clube Vitória.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*