Juninho faz dois e Bahia bate o Galo no Independência

Foto: Thomás Santos

Um grande resultado. Foi o que o Bahia conquistou na noite desta quarta (19). Com dois gols de Juninho, a equipe venceu o Atlético-MG no Independência. A vitória faz com que o tricolor, agora 12º, ganhe duas posições na tabela, entrando na zona de classificação para a Sul-americana. Com 19 pontos, o time fica a quatro da zona de rebaixamento.

O JOGO

O Bahia entrou com uma proposta de jogo reativa, esperando o Atlético para explorar os contra-ataques. O gol de Juninho logo no início, aos 11 minutos, foi decisivo para que a estratégia desse certo. O Galo tentou o empate durante todo o jogo, mas o Bahia suportou a pressão. As grandes chances de gol do adversário pararam em Jean, que fez grande partida. Aos 39 minutos do segundo tempo, Juninho, novamente, daria números finais à partidas, ao seu melhor estilo, com um petardo indefensável de fora da área.

PRIMEIRO TEMPO

A primeira chance de gol do jogo foi do Atlético-MG. Aos 9 minutos, Rafael Carioca arriscou chute da intermediária para Jean encaixar. Aos 11 minutos, Fred fez pênalti em Zé Rafael. Juninho, que voltou à equipe com a suspensão de Renê Júnior, bateu forte de peito de pé no canto direito. Bola para um lado, Vitor para o outro. Bahia 1×0. Aos 21, o Galo levou perigo com uma bomba venenosa de longe do zagueiro Gabriel, que passou por cima. No minuto seguinte, o time chegaria com Cazares, que dentro da área, pelo lado esquerdo, chutou, a bola desviou em Eduardo, dificultando a vida de Jean, que defendeu. Aos 28, João Paulo recebeu passe de Mendoza, invadiu a área e bateu para a linha de fundo. Aos 29, blitz do Atlético. Fred recebeu sobra na área, finalizou sem goleiro e Lucas Fonseca salvou heroicamente, com a bola batendo em sua cabeça. No lance, a bola ainda bateu na trave. Aos 31, Zé Rafael desperdiçou contra-ataque optando por chute, que saiu por cima do gol de Vitor. O Atlético explorava bastante o lado direito da defesa do Bahia. Aos 38, o Galo teria outra grande chance. Após levantamento, Fred cabeceou para o chão. Jean fez grande defesa. O Bahia voltaria a assustar aos 41 com Vinícius. O jogador invadiu a área, recebeu passe, bateu de esquerda e Vitor espalmou para escanteio. Após a cobrança do escanteiou, Mendoza pegou a sobra e bateu forte por cima.

SEGUNDO TEMPO

O Atlético voltou para o segundo tempo mais ofensivo, com Luan no lugar de Rafael Carioca. E foi para cima. No primeiro minuto, após cruzamento vindo da direita, Fred cabeceou forte a parou novamente em Jean, que espalmou bonito. A medida em que o tempo passava e o gol não saía, o Galo ficava mais nervoso. Jean voltaria a salvar o Bahia aos 16 minutos. Cazares recebeu livre dentro da área, cruzou de primeira para Luan, que finalizou. Jean espalmou. Jorginho resolveu fechar o ferrolho. Sacou Vinícius e colocou Éder. Aos 25, o alvinegro quase marca. No lance seguinte, quase fez gol contra. Eduardo cruzou forte, Gabriel tentou cortar e Vitor precisou defender para escanteio. O Atlético tentava chegar com bolas alçadas à área do Bahia, que estava muito povoada. O tricolor se concentrava da intermediária para trás. A defesa afastava e a bola voltava. Aos 41, Cazares bateu de chapa de fora da área e Jean espalmou de mão trocada para fora. Aos 42, Juninho novamente. Com um chutaço de fora da área, o jogador deu números finais à partida. O Atlético ainda chegaria aos 47 em chute de fora da área de Valdívia que Jean encaixou. Aos 48, novamente de fora da área, o Galo chegaria. A bola desviou no meio do caminho e ia encobrindo Jean, que espalmou.

FICHA TÉCNICA

Atlético-MG 0x2 Bahia

20 de julho de 2017, quarta-feira | 21:45 (Horário de Brasília)

Local: Arena Independência, MG

Competição: Campeonato Brasileiro | 15ª rodada

Público total: 12.177

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO) | Auxiliares:  Bruno Raphael Pires (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)

Cartões amarelos: Vitor, Bremer, Adilson e Fred (Atlético-MG) | Jean, Eduardo, Matheus Reis, Matheus Sales, Vinícius e Éder (Bahia)

Cartões vermelhos:  Nenhum

Gols: Juninho (aos 11 do primeiro tempo e aos 39 do segundo tempo)

BAHIA: Jean, Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Matheus Sales, Juninho; Vinícius (Éder), Zé Rafael (Ferrareis), Mendoza; João Paulo (Régis) | Técnico: Jorginho.

ATLÉTICO-MG: Vitor; Marcos Rocha, Bremer, Gabriel, Fábio Santos; Adilson, Rafael Carioca (Luan), Elias (Rafael Moura), Marlone (Valdívia), Cazares; Fred / Técnico: Roger Machado.

 

 

Leo Sousa
Sobre Leo Sousa 41 Artigos
Estudante de B.I em Humanidades (UFBA). Colunista e repórter do Esporte Clube Bahia.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*