Em nota, presidente do Vitória afirma que grupo busca desestabilizar clube

Foto: Correio.

Na tarde desta sexta-feira (30), o presidente do Vitória, Paulo Carneiro, se manifestou através de nota oficial, para tratar de uma notícia sobre situação jurídica envolvendo uma ação de sua empresa contra o Vitória S/A. Segundo o gestor, são “fatos falsamente alardeados nas redes sociais”.

De acordo com informações do repórter Reinaldo Oliveira, da rádio Transamérica, a empresa Carneiro Assessoria Financeira LTDA cobra do Vitória cerca de R$850 mil, por serviços que teriam sido prestados. É o que se vê também da consulta pública do processo nº 0064303-59.2010.8.05.0001.

Ocorre  que, como esclarece a própria nota do presidente, em 2017 houve uma sentença em que a juíza considerou que o contrato entre a empresa e o Vitória S/A seria um negócio jurídico nulo. ““Verifica-se assim que o contrato firmado entre as partes foi realizado com o intuito de simular uma relação jurídica que de fato não existiu, apenas para recebimento de valores superiores àqueles que foram assegurados ao presidente estatutariamente pela sociedade a que presidia”, diz trecho da decisão da 11ª vara cível de Salvador. Ao fim, a juíza condena a empresa Carneiro Assessoria Financeira LTDA ao pagamento de 20% do valor da causa, algo em torno de R$164 mil.

Segundo Paulo Carneiro, após a decisão, não houve mais movimentação no processo, salvo um recurso denominado Embargos de Declaração, para tornar a sentença mais clara. Clique aqui e confira a nota completa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui