Mestre Ary Correia Dantas, esquecido ou desconhecido?

Por: Marcio Tucano

É com uma grande” insatisfação” que trago esse tema.

Mestre Ary Correia Dantas, um nome desconhecido pela maioria e esquecidos por muitos. Infelizmente por muitos que ele graduou ou certificou.

O Mestre Ary hoje tem a certificação de Grão mestre pela FENAM (FEDERAÇÃO NACIONAL DE ARTES MARCIAIS), através da equipe Red Scorpion de Jiu Jitsu Tradicional, além de ser reconhecido e diplomado pela linhagem do Mestre Oswaldo Fadda.

Nascido em 22 de outubro de 1934, iniciou sua carreira no Jiu Jitsu em 1946 (período Pós Guerra), no Núcleo JK em Mata de São João (BA). Foi aluno de um imigrante japonês chamado Omoura Yamagushy, sendo hoje 9º grau em Jiu Jitsu e 5º Dan em Judô.
Aposentado pela empresa Petrobras, ministrou cursos de defesa pessoal para empresas de grandes nomes como a Cactus, Polícia Militar da Bahia e na própria Petrobras.

O QUESTIONAMENTO 

Apesar de todo lastro em sua arte, toda bagagem e todo esforço inicial das Artes Marciais em terra baiana, vem o X da questão.

Será que apenas uma instituição tem o poder de certificar um Mestre? Sou super a favor da certificação. Isso credibilidade para arte. Contudo, percebo que outras entidades perdem força quando não há uma certificação por uma entidade mais badalada.

Eu não tenho conhecimento de causa para falar da biografia do Grão Mestre Ary Correia Dantas. Hoje um senhor acamado de quase 87 anos, mas não acho justo que só se faça honrarias as pessoas depois de falecidas. E tenho certeza não se tratar de um picareta ou de um aproveitador. Tenho certeza que tem bagagem para ser reconhecido como um Faixa vermelha. E penso que a comunidade do Jiu Jitsu baiano deveria se orgulhar em ter um faixa vermelha vivo (Que venham mais) e que lutassem por essa causa.

Lembro de um professor fazendo uma postagem em rede social, após o seu tão sonhado certificado pela CBJJ. Ele postou: “Diga não aos falsos professores. Exija um que sejam certificados”. Eu então perguntei a ele. O senhor foi falso até ontem? Passou a ser verdadeiro hoje que sua certificação

A Família Gracie era falsa antes de existir a Instituição que os condecorou como Mestres e Grãos Mestres? Tem muita gente certificada que faz mais mal do que bem a arte Suave.

Aconteceu algo parecido com a capoeira aqui na Bahia. Os grandes Mestres do Saber ancestral, muitos deles eram analfabetos, e a capoeira subjugada aos guetos. Quando a capoeira passou a fazer parte curricular no curso superior de Educação Física, exigiram nível superior a esses grandes nomes.

Enfim… Espero que o Grão mestre Ary Correia Dantas seja homenageado ainda em vida e que alguém possa falar de sua Biografia melhor do que eu, pois como disse antes, eu não a conheço, apenas admiro o e lamento o seu esquecimento por não representar uma Instituição.

Inclusive ele tem um Diploma de Judô, salvo engano de 1969, ano em que pegou a Faixa Preta, assinado por Shihan Massami Ogino, gostaria muito que a Febaju fizesse algo a respeito.

5 COMENTÁRIOS

  1. Tenho o maio prazer e orgulho de apresenta o grande mestre Ary nao so como meu mestre mais como meu pai , e um grande amor e carinho por esse homem , uma satisfação em viver au lado dele , osss

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui