Treinadores estrangeiros tomam conta do Nordeste

Card: Resenha na Rede
Depois do sucesso de Jorge Jesus no Flamengo, o futebol brasileiro voltou a dar oportunidade aos treinadores estrangeiros e a “moda” chegou com força ao futebol nordestino. Dos quatro representantes da região na Série A, Fortaleza, Bahia e Sport agora têm o comando de estrangeiros.
Pode ser dito que a coragem do Leão da Ilha e do Esquadrão de Aço partiu do trabalho diferenciado feito pelo argentino Juan Pablo Vojvoda no Fortaleza. Com uma equipe que varia entre alta intensidade e dinâmica tática, o Leão do Pici está na terceira colocação da Série A e disputando as quartas de final da Copa do Brasil.
Bahia e Sport arriscaram mais. As duas equipes trouxeram treinadores estrangeiros no decorrer do campeonato, uma fórmula que já não deu muito certo em outros clubes no Brasil. Diego Dabove (Bahia) e Gustavo Florentín (Sport) terão a missão de tirar as equipes de suas crises nas quatro linhas e ao mesmo tempo conhecer o futebol brasileiro.
De certo, que o sucesso dos três treinadores em solo brasileiro pode indicar um caminho sem volta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui